31/01/2013

Flamengo vence o clássico e agora é líder do grupo B



Titulares do Bi Mundial voltam e Timão vence o Mogi Mirim por 2 a 1


Nos Pênaltis (5x4) Grêmio Vence a LDU e Vai em Busca do Seu 1° Título do Libertadores.



Friburguense Abre 2,mais Guerreiros Conseguem Empate


Fluminense x Friburguense - Campeonato Carioca - Fred (Foto: Bruno de Lima)
                                         Foto:Lance Net

Salgueiro dá troco no América-RN e embola grupo C da Copa do NE


Elvis e Clébson marcaram os gols da vitória do Carcará na noite desta terça-feira. Rico descontou para o alvirrubro, que segue na segunda posição

Ivan marca três gols e Comercial derrota o lanterna CSE em Viçosa


Canarinho já soma oito pontos na tabela da primeira fase do Estadual

Murici vence e tira o CEO da liderança


Com o triunfo desta quarta, Alviverde saiu da vice-lanterna do Estadual

Embalado, Corinthians-AL vence o Sport Atalaia fora de casa por 4 a 3


Tricolor vence a 3ª partida consecutiva e assume a liderança do Estadual

Grade da Arena cede em avalanche e deixa torcedores do Grêmio feridos


30/01/2013

CRB perde mais uma e fica mais complicada classificação para próxima fase


1º tempo
A partida começou equilibrada, mas ao mesmo tempo faltosa por ambas as partes, desta forma, com poucos ataques.
Com uma postura mais ofensiva, o Galo partia para cima, só que falhava na hora de concluir. A Raposa fazia o mesmo, só que conseguia efetuar o chute.
O primeiro lance de gol foi aos 9 minutos. Após lançamento na área, Jefferson Maranhense recebeu e chutou no canto, mas Tiago tirou para escanteio.
Em cruzamento na área por Tiago Granja, Bismarck cabeceou e Tiago defendeu novamente, aos 11.
Mas aos 12 o CRB quase abriu o marcador. Diego Aragão tocou voltando e Carlão desviou e tirou do goleiro, só que a bola caprichosamente foi para fora.
Depois de longo cruzamento de Marcos Antônio, Paulo Sérgio dominou e ajeito para Jairo, que chutou forte, mas para fora, aos 18 minutos.
Em outro cruzamento na área, Carlão ficou com a bola e chutou por debaixo do goleiro, mas em cima da linha defensiva paraibana cortou. Na sobra, Paulo Sérgio cruzou e Carlão cabeceou fraco e Pantera defendeu, aos 20 minutos.
O CRB passou a ficar melhor no jogo, chegava perto do gol, só que faltava sorte para a bola entrar. Já o Campinense estava bastante recuado e quando não estava com a bola fica todo no seu campo defensivo e tentando os contra-ataques.
Aos 26, Gleybson chegou pela esquerda e sem ângulo arriscou, mas na rede pelo lado de fora.
Marcos Antônio cobrou escanteio aos 34 minutos e Carlão subiu mais que todo mundo e cabeceou por cima do gol.
Em outro bom lance, a zaga do time paraibano protegia a bola perto da pequena área, mas Marcos Antonio chegou por trás e deu um toquinho entre as pernas do goleiro, que levou um susto, mas a zaga conseguiu espanar a bola, aos 36 minutos.
O time praiano era superior técnica e taticamente, chegava com mais perigo e constantemente assustava o goleiro Pantera.
Em cobrança de falta de Bismarck, ele tentou o gol com categoria, só que a redonda foi para fora, aos 40 minutos.
Três minutos depois, em cruzamento de Marcos Antônio, a zaga do Campinense cortou a bola, só que os jogadores do CRB e a torcida reclamaram que ela pegou no braço do atleta paraibano, mas a arbitragem marcou apenas escanteio.
Na reta final, o cenário da partida não mudou e acabou sem gols, apesar da bola ter chegado perto de ter entrado.
2º tempo
Como o empate não servia, o CRB voltou novamente partindo para cima do time paraibano, que se segurava de todo jeito e continuou buscando os contra-golpes.
Aos 4 minutos, Panda cruzou e Tiago deu um soco na bola. No rebote, Tiago Granja chutou de primeira com força, mas para fora.
A resposta foi perigosa. Marcos Antônio experimentou de fora da área, porém a redonda foi para fora, aos 5 minutos.
Diego Aragão chutou prensado dois minutos depois,de longe, e Pantera segurou. Segundos depois, Jairo soltou o pé de fora da área e para fora.
Zé Paulo tentou para os paraibanos aos 9 minutos. Em chute forte, a bola desviou na defesa e passou perto da trave, mas foi ao lado dela.
É GOL! Aos 10 minutos, Audálio vacilou feio, deixou o lateral Panda se antecipar, roubar a bola, e chutar no canto de Tiago. Campinense 1 x 0.
A partida era boa e bastante movimentada. Atrás no placar, o Galo continuou em cima em busca do empate.
Carlão foi lançado na grande área e tocou para Jairo, que driblou e chutou por cima do gol, aos 16 minutos.
É GOL! Andrezinho cabeceou sozinho quase na pequena área e Tiago fez uma grande defesa. No rebote, ele sozinho, mas entre três zagueiros, matou no peito e chutou, fazendo mais um. Campinense 2 x 0, aos 16 minutos.
Paulo Victor mandou um chutaço aos 18 minutos no canto de Pantera, que se esticou todo e fez uma bela defesa.
Em jogada individual, Henry partiu em velocidade e chutou por cima da meta, aos 22 minutos.
É GOL! Após bola cruzada na área por Henry, Liliu ajeitou e Carlão emendou para o fundo do gol. CRB 1 x 2, aos 25 minutos.
Acreditando no empate, o Galo não parava de atacar e insistia, mas a Raposa se defendia bem e ainda atuava no contra-ataque.
Desta forma, aos 30 minutos, Andrezinho cruzou e Zé Paulo desviou, mas Tiago defendeu com o pé. Aos 33, Bismarck cobrou falta e Tiago encaixou.
Após cometer falta e receber o segundo amarelo, o lateral Tiago Granja foi expulso, deixando o time paraibano com um a menos.
Em lançamento na área, Henry ajeitou para Carlão, que no ar chutou por cima do gol, aos 35 minutos.
Com três jogadores na pequena área, o CRB quase empatou. Depois de bate rebate, Liliu furou a bola e a defensiva cortou.
Depois de chute Carlão, aos 36, a bola desviou e Pantera espalmou. Na sobra, Liliu chutou, a bola desviou na zaga e foi para escanteio. Na cobrança para Paulo Victor, ele chutou para fora.
Só dava Galo. A pressão do time alagoano era imensa, só que faltava competência na finalização.
Penalizado por ter abusado de perder gol, o Regatas acabou derrotado, apesar de ter sido melhor.

Cronista - Caio César

27/01/2013

CRB perde mais uma fora de casa e precisa vencer para se manter vivo no Nordestão

Como no seu jogo de estreia o CRB perdeu mais uma fora de casa e novamente sofrendo o gol antes dos 10 minutos de jogo , vamos ver o que aconteçeu de melhor nessa 3° rodada da Copa do Nordeste.



1º tempo
A Raposa começou bem ofensiva e foi para cima do Galo, que se defendia como podia.
Aos 2 minutos, Panda chutou no canto e Tiago espalmou. No rebote, Zé Paulo soltou o pé e Tiago fez outra bela defesa.
Um minuto depois, Zé Paulo novamente tentou de longe, mas o chute saiu fraco e Tiago pegou.
É GOL! Depois de tanto pressionar, o Campinense abriu o marcador com Jeferson Maranhense, que recebeu pelo meio e de fora da área chutou no ângulo de Tiago, aos 7 minutos.
Após sofrer o gol, o CRB decidiu atacar, só que não conseguia efetuar o chute para a meta do adversário.
Emcruzamento na área, Roberto Dias subiu sozinho e de cabeça mandou para fora, aos 17 minutos.
A equipe alagoana continuou sem oferecer perigo, já que estava mais recuada. O time da Paraíba voltou a chegar mais no ataque do que o CRB, que sem criatividade não chutava para o gol.
O primeiro chute do Galo foi aos 33 minutos. Audálio experimentou de longe e mandou a bola por cima do gol.
Aos 42 minutos, Gleybson tirou da zaga regatiana e do goleiro Tiago. Ele ficou quase sem ângulo, mas quando chutou mandou para fora, desperdiçando um gol feito.
Nos minutos finais da primeira etapa, o Galo seguiu sem chutar, pois a bola não chegava nos atacantes devido à constantes erros de passes. Assim, o time alagoano foi para o intervalo perdendo.


2º tempo
A partida voltou basicamente igual, a única diferença era que o Galo voltou com uma postura mais ofensiva.
Aos 6 minutos, Carlão tocou para Paulo Victor, que de primeira mandou para o gol, mas a bola foi para fora.
A resposta foi aos 10 minutos. Em bola levantada na área, Jeferson cabeceou e a redonda passou ao lado da meta.
Um minuto depois, Zé Paulo pegou o rebote de um escanteio e também de cabeça tentou, mas Tiago defendeu.
Aos 12, Paulo Sérgio foi lançado, driblou dois e chutou de esquerda, mas para fora.
Jairo tocou para Carlão, que partiu em velocidade e mandou de fora da área. A bola desviou na defensiva paraibana e foi para escanteio.
A partida estava bastante movimentada e com as duas equipes, principalmente o CRB, atacando com frequência.
Aos 16, Carlão chutou no meio da defesa e a zaga cortou para escanteio. Após a cobrança, a bola sobrou para Carlão de novo, que travou na hora do chute a defensiva espanou a bola.
Um pouco melhor no jogo, o time alagoano seguiu criando boas chances, só que mesmo merecendo não conseguia colocar a bola no fundo da rede.
Em cabeceada de Selmir, ele tentou ampliar, mas não acertou a meta e mandou para fora, aos 29 minutos.
Em cobrança de falta, Edu Silva chutou para o gol e mandou bem longe do gol, aos 32 minutos.
Da mesma forma, Panda experimentou. A bola foi fraca e Tiago não teve dificuldade para pegar.
Nos minutos finais, o Galo bem que tentou, mas não conseguiu empatar o jogo, fruto da pouca criação do meio campo, que não deu a bola com tanta qualidade para os atacantes.

Cronista-Caio César

Com gol de Romarinho, Corinthians vence a primeira no Paulistão


ASA perde e se complica na Copa Do Nordeste





Foto:Tudo na hora 


24/01/2013

Fluminense Ganha e vira líder do Grupo B do Carioca




Foto:Lance Net

Vasco vira e vira bem pra cima do macaé Vasco 4 x 2 macaé em são januário

Por Sheldon Santos

O time Cruz-maltino entrou  em campo sonolento, durmindo ,errando muitos passes até que levou o gol ,depois daí engrenou e como a torcida fala" O vasco é o time da virada, o vasco é o time do amor" Vasco vira e vira bem pra cima do macaé.

O Jogo.
1° Tempo
O macaé começa com tudo e quase abre o placar, o vasco começa a dominar o jogo só tocando a bola.
O que falta para o time do vasco se acertar na partida é a movimentação de bernardo ele está muito centralizado na lateral esquerda.
O macaé começa a gostar do jogo tanto que aos quinze minutos Michel, Recén contratado do macaé, Abre o placar ele acertou um chute de rara felicidade por que pelas condições do gramado em são januário,que ainda é ruin, é muito difício acertar um chute desse.
Logo após do gol o vasco se encontra no jogo, relamente acordou , o lateral improvisado Abuda dá um cruzamento preciso ,que parecia ter levantado com a mão, para bernardo acertar uma linda cabeçada encobrindo o goleiro Empatando o jogo.
em um contra-ataque rápido o vasco quase vira mas aruma um escanteio perigoso, só que nada adianta cruzar na área mandando a bola na cabeça do zagueiro adversário.
Depois de uma jogada rápida o lateral direito do macaé cruzou para a área vascaína Ricardinho quase amplia para o macaé só que a trave do goleiro Alessandro hoje estava espirada e não deixa o atacante concluir.Depois desse lance o vasco faz alá barcelona um golaço coletivo, uma triângulação, Eder luís de calcanhar para Carlos Alberto devolver para Eder que toca para Carlos Alberto que com um corte tira dois Adversários e bate para o gol colocado sem chances para o goleiro do Macaé, é virada Cruz-maltina dois a um vasco.Depois da virada o jogo esfria sem muitas chances para os dois lados, e assim acaba o 1° tempo.
2°Tempo
Com a vantagem o vasco ameniza o jogo para seu campo e fica tocando a bola.
nas poucas supidas no 2°tempo, depois de uma jogada ensaiada Eder Luís Cruza para a área do Macaé e como um Centralvante o Estreante André Ribeiro conlui para dentro do Gol, Fazendo assim o terceiro gol para o Vasco da Gama, logo no seu primeiro jogo pelo vasco também teve seu primeiro gol e seu primeiro cartão amarelo, que estreia do menino André Ribeiro.
O vasco relaxa e deixa o time do Macaé crescer mas não consegue dar sustos no goleiro Alessandro.
Macaé não consegue se achar no jogo, tá mais perdido do que Cego em tiroteiro,O jogo esfria e o macaé dar a entender que já aceita a sua derrota, Aos 28 minutos entra a dupla sertaneja Vascaína Dakson e Dyeison nos lugares de Wendel e Jhon Cley.
Numa noite de primeiros momentos para o estreante André ribeiro, ele faz um Pênalti a favor do Macaé. Que é concluído e dá mais pressão ao time vascaíno segurar o resultado faltando uns 12 minutos para acabar.
Macaé preciona o vasco em sua defesa, o vasco está na base do chutão para desafogar sua área mas o macaé não para de precionar quer a vitória a qualquer custo, mas tem suas esperanças interrompidas por ele Dedé ,O mito. Vasco tem um pênalti a seu favor e quem vai para cobrança é Dedé que bate, goleiro caindo para um lado e bola pro outro. Terminando assim em São januário Vasco 4 x 2 Macaé






São Paulo goleia no Morumbi e Complica Bolivar


São Paulo x Bolívar - Copa Libertadores - Luis Fabiano (Foto: Eduardo Viana)
Fotos:Lance Net

20/01/2013

Santa Cruz vence CRB na Copa do Nordeste e assume ponta do grupo D

CRB e Santa Cruz jogaram no Mundão do Arruda
Foto - Reprodução ESPORTE INTERATIVO NORDESTE


Palmeiras empata sem gols

jogo Palmeiras x Bragantino saida de bola (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)

Nordestão: Confiança recebe Fortaleza, surpreende e lidera grupo B


Com boa atuação de Zizao timão empata com Paulista


De virada, Vitória na estreia da Copa do Nordeste

Rubro-negro reagiu no segundo tempo e garantiu o resultado

O Sport só empata com o Sousa, e Vadão não critica, mas diz que precisa melhorar.


Sport empata com Sousa

Fluminense começa bem e vence Nova Iguaçu




CEO, Sport e Comercial vencem nos jogos que completaram a 3ª rodada


Comercial recebeu o União em Viçosa

Feirense empata com o Campinense




19/01/2013